Carta aberta à Daniela Araújo, ao Victor Romanini e à comunidade evangélica


(Google free image)


Na última terça-feira, dia 8 de agosto de 2017, a mídia divulgou uma notícia que causou perplexidade em parte do setor evangélico: Victor Romanini divulgou áudios cujo contexto expõe uma discussão entre ele, sua ex-namorada, Daniela Araújo (cantora gospel), e um amigo dela, por causa de um suposto vício em drogas por parte da cantora.

O objetivo desta carta é apontar para a gravidade do modo como foi exposta a intimidade de Daniela Araújo, nossa irmã em Cristo. Não queremos julgá-la moralmente. Não temos intenção de, aqui nesse espaço breve, tratar de questões complexas como a descriminalização ou criminalização das drogas e seus usuários.

Queremos falar sobre violência contra a mulher.

Victor Romanini, ex-namorado de Daniela, foi o responsável por gravar e divulgar os áudios, sem o conhecimento ou consentimento da cantora. Em um desses áudios, é possível ouvir uma discussão entre o casal e seu amigo Felipe. Ela aparece transtornada com o rapaz por ele ter pego, sem autorização, seu cartão de banco e o produto (subentendido como uma porção de droga ilícita) que fora comprado por ela e Felipe. Victor ameaça chamar a polícia para denunciar Felipe pela compra do entorpecente. Em outro áudio, é também possível ouvi-lo pressionar Daniela, a ponto de ela chorar, constrangendo-a. Ao que parece, são dias diferentes, vários minutos premeditadamente gravados e, agora, expostos.

Para que tornar isso público? Por que fazer um discurso à namorada em âmbito privado e depois publicar para que todos ouçam? É ilegal. Não pode, ainda que todos os fatos narrados sejam verdadeiros.

Um ex-namorado jamais poderia expor conversas íntimas fotos ou situações pessoais vexatórias de sua companheira. Victor Romanini atentou contra a privacidade e a integridade psicológica de Daniela Araújo, garantida pelo art. 5º, inciso X, da Constituição Federal. O direito brasileiro protege a privacidade, sendo inviolável a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, mesmo com uma “intenção boa” – da qual temos sérias dúvidas.

Victor pode (e deve) ser responsabilizado pela Lei Maria da Penha, em especial, o artigo 7 da Lei 11340/06, por ter cometido violência psicológica, moral e crime contra a honra de Daniela. Nenhuma de nós deveria ter de sofrer as violências de um relacionamento abusivo, muito menos ficar sem amparo e silenciadas se formos vítimas. Não podemos denunciar Victor, mas o objetivo desta carta é apoiar Daniela e comunicar-lhe nosso apoio. Também queremos encorajar todas as mulheres, de todas as crenças e classes a denunciar as violências que as vitimam.

Nós, como mulheres e cristãs, entendemos que o ato de expor uma pessoa e humilhá-la por causa de um comportamento (supostamente) auto-destrutivo não é partilhado nos ensinamentos de Cristo. Jesus não acusa. Morre na cruz pelos nossos pecados. Ele perdoa, acolhe. Se pretendemos ajudar a alguém, podemos fazê-lo através de amigos, familiares próximos e recorrendo sempre a ajuda de profissionais. Expô-la publicamente foi uma atitude inconsequente, que resultou na degradação da imagem da cantora.

Infelizmente, este não é o primeiro e nem o último caso de relacionamento abusivo. Tais relacionamentos, assim como assédios e estupros acontecem frequentemente dentro da Igreja. Na maioria das vezes, de forma velada e transvestida de princípios cristãos. Em nome de um deus que desconhecemos, mulheres são expostas, humilhadas e silenciadas dia após dia, tendo suas vidas arruinadas ao bel prazer dos “santos” homens de Deus. Cabe a nós, como sociedade, lutar para que atitudes como essas não fiquem encobertas e que haja justiça. Cabe a nós, como igreja, lutar para que nossas mulheres sejam protegidas e que homens sejam ensinados a se portarem como Cristo (e não como agressores).

Os sites de “notícia” (por que a intimidade de alguém deve ser noticiada?) foram cúmplices do ato criminoso de Victor, bem como todos que compartilharam os áudios. Pessoas que também se identificam como cristãos (através do selo Gospel), apoiaram Victor, acreditando que ele foi movido pelo amor e que o “pecado” de Daniela não deveria ser encoberto. Entretanto, é perceptível que a Bíblia, especialmente o Novo Testamento, dedica-se muito mais aos ensinamentos de amor e acolhimento do que à condenação e julgamento, como no capítulo 6 da carta aos Gálatas: “Meus irmãos, se alguém for apanhado em alguma falta, vocês que são espirituais devem ajudar essa pessoa a se corrigir. Mas façam isso com humildade e tenham cuidado para que vocês não sejam tentados também. Ajudem uns aos outros e assim vocês estarão obedecendo à lei de Cristo. A pessoa que pensa que é importante, quando, de fato, não é, está enganando a si mesma. Que cada pessoa examine o seu próprio modo de agir! Se ele for bom, então a pessoa pode se orgulhar do que fez, sem precisar comparar o seu modo de agir com o dos outros. Porque cada pessoa deve carregar a sua própria carga”.

Por todo o exposto, ressaltamos nosso mais profundo repúdio à nociva exposição em massa que nos últimos dias assistimos e - cruelmente - compartilhamos à exaustão, a custo da carreira, da estabilidade emocional e psicológica e das liberdades individuais de um ser humano. Não há no mundo um justo sequer habilitado para “desmascarar” o que lhe convém a tantos outros egos cristãos igualmente mascarados, que enxergam em ídolos humanos - e não no Cristo - o seu modelo pessoal de perfeita retidão, em nome de uma moralidade insustentável que apenas se afirma e se completa na pessoa santa de Jesus.Temos convicção de que nada disso se assemelha ao que de fato é uma demonstração de amor, muito menos, entendemos tal atitude como uma ação eficaz para ajudar quem quer que esteja necessitando de ajuda para lidar com vícios. Que Deus se apiede de nós em nossas hipocrisias cotidianas!

Por fim, e porque servimos a um Deus que padeceu para que lançássemos sobre sua Cruz nossos pecados e ansiedades, um Deus que acolheu a adúltera, pobres, publicanos e prostitutas, gostaríamos agora de nos dirigir diretamente à Daniela para lembrá-la que não importa o que aconteça, o amor e a misericórdia de Deus são os mesmos – e você mesma nos lembrou disso em tantas músicas que compôs, que nos edificaram de maneiras que talvez nem você tenha noção. Estamos aqui para fazer aquilo que Cristo nos ensinou, que é amar você como a nós mesmas, e lhe dizer que queremos ser seu suporte, em amor. Cremos que nossa missão consiste nisto: amar. Todos pecamos, sofremos e erramos, mas podemos sempre nos apoiar na misericórdia de nosso Senhor. Partindo da mesma cumplicidade que aprendemos com Rute e Noemi, gostaríamos de oferecer a você, como irmãs em Cristo, algum suporte emocional, ainda que limitadas pelas circunstâncias.

Daniela, suas composições sempre nos inspiraram a adorar a Deus e nos ajudaram a acalentar e curar diversas áreas em nossas vidas. Hoje, parafraseamos aqui um trecho da sua música “Agosto” para que você se lembre d’Aquele que é misericordioso e nunca irá nos abandonar, apesar de quem somos:
“E mesmo que haja dor,
Não resisto o seu furioso amor
Eu vou te refazer
Nunca vou desistir de você ”
-
Grupo Feministas Cristãs



Marina Jacob liderou a composição desta carta aberta, também colabora e escreve para o blog Cristo Urbano.



Este texto, como os das demais colunas opinativas do blog, é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente o ponto de vista dos demais colunistas ou do cristourbano.com.br.

53 comentários:

  1. Que texto lindo! Tomara que a Daniela o leia e receba todo o carinho contido nele.

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo e cheio de amor. Que a Daniela veja isso e sinta-se acolhida e amada!

    ResponderExcluir
  3. Pra começo de conversa o nome do grupo de vcs já é anticristão. Vão orar por ela e por ele e deixar de vitimar a mulher em tudo. Tenha santa paciência. E eu sou mulher.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ������

      Excluir
    2. Feministas Cristãs? Como assim? É sério isso?

      Excluir
    3. Concordo com a exposição abusiva para com a Dani Araújo, porém, como pessoa que conheceu pessoas queridas nessa vida, creio que ele já está em desespero e infelizmente ou felizmente tomou tal atitude na tentaiva de ajudá-la. Só quem convive com dependentes sabe como é a vontade de salvar a pessoa, acabar com tráfico e pior: as ditas amizades e argumentos absurdos sobre entorpecentes como: consigo controlar, não sou viciado, é medicinal, muitos profissinais usam para aguentar o dia ou serem criativos. Essa pessoa está doente.
      Em partes concordo com a referência a outras formas de recuperar a cantora, mas novamente não sabemos da dificuldade encontrada. E o Chorão não tinha amparo, Amy Winehouse e tantos outros anônimos por aí.
      Que distorção é essa gente, cadê a coerência? Não há certo nessa história nem vítimas. Cada um tentou fazer aquilo que "achava" melhor, e como mulher digo apenas avaliar o caso como relacionamento abusivo é raso. Estamos falando de uma pessoa pública que levava através da música uma palavra de amor e cumplicidade com Deus. Um ser humano acima de tudo doente. Ela está doente espiritualmente e sua saúde reflete isso. É muito maior do que falarmos somente da exposição com receio de sua carreira.
      Não podemos iverter o valor das coisas num mundo cada vez mais eloquente e de visão rasa e destorcida.

      Excluir
  4. Quem diz que Daniela é vítima de crime contra a honra e de toda essa exposição é a lei dos homens, a qual todos os homens deveriam seguir. Ninguém gostaria de ter seus pecados gravados escondido é publicado no Facebook, né? Feministas estão sendo mais razoáveis que crente ultimamente. Olha só.

    ResponderExcluir
  5. Sério isso? Crime contra a mulher? Misericórdia pai! Volta logo pois as pessoas nem sabem mais o que dizem. Você pode advogar e argumentar com a legislação vigente etc etc... o rapaz expôs a situação, sim expôs, mas quem ouvimos no áudio sendo agredido foi ele. Eles falam claramente que em outros momentos de discussão ela o agride fisicamente: "você me bate". Quem xinga no áudio? Sério, tenho vergonha alheia por alguns posicionamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão não é quem é errado na situação, com certeza a Daniela está bem longe de estar certa, a questão é que ele gravou dois áudios premeditados, ou seja, pensando em ferrar com a vida dela! Se ele queria ajudar por que não contou pra familia invés de jogar numa rede social onde se sabe que é sujeito a jugos? Não vejo amor nenhum na atitude dele! Outra coisa que é bem fácil se fazer de ''calminho'' sabendo que está sendo gravado tudo!

      Excluir
  6. Então, ele que denuncie ela por agressão. Eu não vi ela batendo nele. O que eu vi foi um moleque achando que pode expor conversa privada no Facebook. E, olha só, não pode. Tem bandido de estimação só pq ele tem cara de bonzinho? Eu posso argumentar com a legislação pq é ela que importa, né? Não sua opinião e nem o que vc acha. O fato é que Victor cometeu crime. Negar isso é de uma cegueira inexplicável. Quem é cristão de verdade deveria saber que não é assim que se trata as coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. perfeita resposta!... ummmmm monte de gente se esconde atrás de religião para justificar atos maldosos, essa não foi forma de ajudar, foi pura maldade.

      Excluir
  7. A casa caiu, e de vez. Devemos ser responsáveis pelos nossos atos, todos, sem exceção. Tá tudo errado, Daniela, Felipe, Victor, mas isso serve para que depositemos nossa fé e esperança apenas em Deus e não no homem falível. #TristeRealidade #SemHipocrisia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo
      Tá tudo mundo errado, esse texto só quer amaciar o pecado da outra lá.

      Excluir
  8. tenho pena dessas pessoas que ficam idolatrando cantores gospel, hj em dia eles so pensam na fama e no dinheiro(afinal sao seres humanos) adorar a Jesus pra muitos deles ficam em segundo plano. temos varios exemplos nesse meio.eles acham normal o pecado. e tem gente que ainda defende.O Senhor procura adoradores que o adorem em espirito e em verdade. e eles se esqueceram disso.

    ResponderExcluir
  9. Amei as palavras deste texto, conserteza eu penso desta forma, eu não sou evangélico, e não concordei de jeito nenhum a atitude do Victor, infelizmente ele entrou na vida da Daniela só para atrazala.

    ResponderExcluir
  10. Obrigada pela lição de cristianismo.

    ResponderExcluir
  11. Lindo meninas, simplesmente lindo! Parabéns a todas as pessoas envolvidas nessa carta, saber que temos um grupo que se preocupa com o bem estar da pessoa da Daniela Araújo e não somente da "cantora gospel" é reconfortante, é um suspiro de esperança dentro da opressão do ambiente cristão que vivemos atualmente. Que todas vocês continuem inspiradas e inspirando outras mulheres a fazerem diferença.

    ResponderExcluir
  12. Força Dani!
    Estamos orando por você e por todas que passa por qualquer dificuldade seja em qual for a área

    ResponderExcluir
  13. Quer dizer que vcs esqueceram do que a Palavra diz: tudo q estiver oculto será revelado.
    Um dia a verdade aparece. O erro não está no rapaz que divulgou. Acordem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O erro não está no rapaz que divulgou"... imagina!

      ELE COMETEU UM CRIME!
      Não cabe ao homem julgar, e sim Deus!
      Aff...

      Excluir
  14. 1 - Ela errou pois de acordo com o áudio ela havia dito que pararia e não parou.
    2 - Ele errou em gravar e divulgar, assim expondo e denegrindo a sua imagem
    3 - Isso não tem nada a ver com violência ou abuso à mulher, a situação poderia ter sido o oposto e pode ter certeza que nenhuma mulher ou homem diria que foi um ato de violência.
    4 - Orem por ela e por ele. Amem o próximo independente do seu sexo! beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Sou mulher e não encontro feminismo ou machismo na bíblia. Encontro Jesus pregando e exortando com amor e perdão sem distinção.

      Excluir
    2. Hj é dia 11/08/2017 Entendo que vivemos dias finais. Haja cura para os enfermos: físicos, psiquicos e ou mentais. Ah?! #Ficacrente...Jesus Cristo vem!

      Excluir
    3. A questão é que temos 1 áudio gravado de uma situação que é favorável a ele, onde denigre a imagem dela... E, no dia a dia? Sabemos se ele não tem feito coisas para agredi-la verbalmente. Fácil ver um lado, o lado de um cara egoísta que grava uma situação provavelmente armada por ele para denegrir alguém... Resta ver o outro lado.

      Excluir
  15. Parei de ler no feministas cristãs. kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então cê parou de ler no fim, amor.
      Leu tudinho direitinho?

      Excluir
  16. A hipocrisia no meio evangélico é terrível. São COMPLETAMENTE CEGOS! Esse texto é uma pontinha de esperança q vejo na religião de vcs. Feminismo é fundamental justamente por levantar a voz contra babacas como esse Victor Romanini e a favor de tantas Danielas que vemos por aí.

    ResponderExcluir
  17. Me pergunto aonde entra Deus em toda esta história! Cada qual com seus interesses. A única certeza é que, " Cristo é a verdade que liberta " e nada fica encoberto aos olhos do Senhor. Não somos perfeitos, mas quem conhece a Deus, não vive numa vida de pecado. E se alguém é contra a Sua palavra, este tal não tem aliança com Ele. Assim Ele diz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo conhecendo a Deus, TODOS vivemos no pecado... soberbo é aquele q pensa que não peca...

      Excluir
  18. Marina, lindo, profundo e absolutamente verdadeiro esse seu texto... façam com que chegue a muitas pessoas... porque isso infelizmente, acontece, e muito...

    ResponderExcluir
  19. Cabe a nós, como igreja, lutar para que nossas mulheres sejam protegidas e que homens sejam ensinados a se portarem como Cristo (e não como agressores).
    Que tal se homens e mulheres se portarem como Cristo?

    ResponderExcluir
  20. É ele? Em que lei se encaixa? Pq é possível vmescutar nos áudios e até eles mesmos falando que Daniella agrediu fisicamente Victor, sendo assim.. gostaria de saber qual lei ele poderia usar para denunciar a agressão física dela contra ele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um momento gravado por ele que provocou toda situação apreendendo o cartão dela sem autorização... ele armou tudo!

      Excluir
  21. Anônimo?! kkkk Que hilário.. Ainda quer ter razão? Vai orar..

    ResponderExcluir
  22. Só pra deixar claro, acho que nem processo cabe, uma vez que ele não expôs ela, e sim uma conversa dele com ela, ou seja, não é a intimidade dela específicamente.
    Só pra esclarecer, imagina o Temer processando o cara da JBS por gravar ele? Não né, mesma coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cara da JBS tinha - justamente - autorização legal de um juiz para gravar a conversa. Coisa que Victor não tinha. É pelo fato do juiz autorizar que é válido.

      Não é só a imagem que é protegida pela privacidade. Conversas íntimas tbm são. Senão né, a gnt gravava tudo por aí e expunha. Além dos crimes contra a honra. Juridicamente, ele realmente pode ser processado, penal e civilmente. Como QQ pessoa que fizesse a mesma coisa poderia ser, internet não é terra de ninguém

      Excluir
  23. Ok Victor errou na exposição. Dani também ao entrar nessa situação. Logo teremos alguém com conhecimento (psicólogo) para expor os danos psicólogogicos que sofreu Victor ao conviver de baixo do mesmo teto que uma dependente química. Porque para quem nunca passou por isso, eu afirmo: É um caos na terra. Um dependente químico tem comportamento e atitudes que perturbam a sanidade mental de qualquer ser humano que conviva com ele continuamente.
    Nesse contexto vemos que as 3 partes envolvidas estão em comportamentos inadequados. E assim como diz o texto "Jesus não acusa. Morre na cruz pelos nossos pecados. Ele perdoa, acolhe", os 3 precisam reconhecer que pecaram, se arrepender e receber a graça do Senhor que é igual para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tranquilo. Expor como fez o rapaz foi um erro grave. Mas, se eu sei que alguém engana ao subir no púlpito, ganhando muita grana com isso, faço o quê? Nada, pois afinal, tadinha? A igreja não disciplina mais como a um pai que ama? Não é condenar, mas corrigir. Não é ser hipócrita, mas cuidar. Ou em nome do amor tudo pode?
      Estamos de mãos amarradas.

      Excluir
  24. Excelente! Tudo que eu gostaria de ter escrito e dito.

    ResponderExcluir
  25. Dois erros: A exposição desnecessária da vida íntima. E a defesa excessiva do feminismo antibíblico colocando as opiniões acima da Bíblia. Enquanto não olharmos para a Bíblia colocando-a acima das ideologias, ninguém terá razão

    ResponderExcluir
  26. Passou pela cabeça de alguém que ele pudesse ter gravado a conversa como forma de se proteger, tanto do tal Felipe como do fato de que ninguém iria acreditar nele se ele fosse pedir aconselhamento pra alguém?
    Não concordo com a exposição feita, mas é necessário levar em conta que pode ter sido a única forma de ele se proteger de eventuais acusações (vai que acusassem ele de ter fornecido droga pra ela), assim como de tentar tirar ela dessa vida dupla que ela tinha.
    Como disseram aí acima, as mulheres devem sim buscar seus direitos, mas devemos nos atentar até que ponto isso não está extrapolando.
    Além disso, o fato pode explicar a separação de Leonardo Gonçalves. Saiu antes que a coisa se tornasse insuportável. Não à toa, parou de cantar pois sabia da imundície que está esse meio gospel. Assim como Lucas Souza.

    ResponderExcluir
  27. Engraçado que a mesma turma achou que Joesley gravar Temer foi correto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sabe que o Joesley tinha AUTORIZAÇÃO jurídica pra fazer a gravação né?

      Excluir
  28. Texto lindo, transbordando Amor genuíno, que vem de Jesus! ♥️
    A nota dissonante é se auto intitularem "Grupo de Feministas Cristãs"! 😒

    ResponderExcluir
  29. Só lembrando que Deus ama a Daniela, mas ela precisa deixar que o Senhor a cure. Se volte inteiramente para Ele e permita que suas dores sejam sanadas. Ela não pode continuar como está. Deus nos ama como somos, mas Sua Santidade exige santidade daquele que a Ele se achega. Jesus não condenou a adúltera, mas disse a ela: vá e não peques mais. A atitude do namorado foi deplorável, mas não a exime da responsabilidade de quem leva o nome de Cristo e é exemplo para muitas outras pessoas, através das suas canções. Precisa com urgência procurar ajuda.

    ResponderExcluir
  30. Eu acho incrível esse povo gospel olha , nessas horas vocês não condenam a cantora ao inferno, muito pelo contrário , colocam ela como vítima, leiam mais a bíblia e para de escrever cartinha que no minimo se fosse escrita em papel , ela faria um baseado e ia fumar, povo hipócrita

    ResponderExcluir
  31. Prefiro nem comentar.... Só não vou ser Hipócrita,vítimizando
    essa moça... Existe por trás dessa história, um vício, enganação e muito ego em se manter em cima de um púlpito sem olhar pra tantas pessoas se inspirando,em vários sub produtos desse mundo gospel, que essa moça consiga se retratar com DEUS, com ela mesma e com os seus amigos e familiares... E que se mantenha bem longe dos púlpito até procurar ajuda.









    ResponderExcluir
  32. Exatamente! O que o rapaz fez foi criminoso. Independente da questão dela como líder religiosa, ele expos momentos íntimos dos dois! Gravou ela em momentos de vulnerabilidade...

    Um visível relacionamento abusivo.

    Não sou cristã, mas gosto da artista e essa forma que ela foi exposta acaba não só com a carreira dela quanto a pessoa dela. Isso não se faz a ninguém!

    ResponderExcluir
  33. Misericórdia...todos, absolutamente todos erraram, antes dela ser considerada uma viciada ela deu o primeiro passo, ela tinha uma escolha e escolheu Baal,e isso não se trata somente do vicio, essa menina se prostituía, vivia com o namorado como se casada fosse sem o menor temor e sinto informar que os que sabiam e podiam ter feito algo e não o fizeram pecaram tanto quanto ela, o pecado na vida do servo do Senhor é um acidente não uma prática premeditada e deliciada como um banquete real. Se existe perdão? Deus é sempre misericordioso! Parem de "floriar" as coisas erradas citando o nome do Altíssimo para assim parecerem piedosos e bondosos isso nada tem haver com o cristianismo genuíno. Leiam a Bíblia por completo e verão que Ele não mudou. Quanto ao sei lá o que feminista....me poupe...

    ResponderExcluir